Com relação à tipologia da fundação utilizada nesse sistema construtivo, há de se considerar os seguintes aspectos iniciais:

  • esse sistema possui menor carga aplicada na fundação;
  • os painéis distribuem as cargas de forma uniforme;
  • é necessário que a fundação seja contínua;
  • as fundações são executadas conforme processo de construção convencional.

Assim, o radier é um tipo de fundação muito utilizado para este sistema, pois se trata de uma fundação superficial que pode ser admitida como uma laje, sendo executada sobre toda área da construção.

Além do mais, nesse tipo de fundação as cargas são distribuídas no solo por toda a área da fundação; entretanto, há maior carregamento sob as paredes portantes e colunas, onde há necessidade de executar vigas no radie.

Outra característica desse tipo de fundação é a possibilidade de localizar e executar a fundação em conjunto com as instalações hidráulicas, sanitárias, elétricas e de telefonia, potencializando as características de montagem do SF

Porém, esse sistema construtivo pode funcionar com outros tipos de fundação, como por exemplo, com o uso de fundação indireta a partir de estacas que é uma possibilidade para solos muito fracos.

Com relação à fixação do sistema construtivo na fundação, este é realizado a partir da ancoragem do painel ao radier por meio de barra roscada, porca e arruela.

Esse é um ponto importante para evitar a movimentação da edificação devido à pressão do vento, que pode ocorrer de duas formas: devido à translação, que é o deslocamento lateral da estrutura, e devido ao tombamento, que é a elevação da estrutura e pode ser causado devido assimetria na direção dos ventos ao atingir a edificação.

Assim, existem diversas formas de realizar a ancoragem da estrutura sendo uma delas a partir da fixação de barra roscada com ancoragem química.

Esse tipo de ancoragem consiste no uso de uma barra roscada com arruela e porca que é fixada no concreto por meio de perfuração preenchida com uma resina química. A fixação à estrutura é feita por meio de uma peça de aço que é conectada à barra roscada e à guia e aparafusada ao montante, geralmente duplo .

Entretanto, existem outras formas de ancoragem que não fazem parte deste texto e o seu uso depende da solução adotada no projeto.

Autor: Riberto Carminatti Júnior –  Tecnobra

Leia também: